Informações da página

Você está em: Página Inicial > Comunicação > Notícias

Início do conteúdo

2ª Mostra Técnica do Câmpus Feliz compartilha saberes

Autoridades na abertura da 2ª Mostra Técnica

De 21 a 23/10, a expressão "Compartilhando saberes" deixou de ser apenas teoria e passou a ser prática durante a 2ª Mostra Técnica do Câmpus Feliz. A troca de conhecimento foi observada já na abertura do evento, realizada no dia 21/10, no Centro Cultural de Feliz, com a participação dos pró-reitores de Pesquisa e Inovação e de Extensão do IFRS, Júlio Xandro Heck e Viviane Silva Ramos, respectivamente. Além disso, estiveram presentes o diretor-geral pro tempore do Câmpus Feliz, Giovani Forgiarini Aiub; o diretor de Ensino, Rodrigo Dullius; a coordenadora de Pesquisa e Inovação, Vivian Treichel Giesel; e a coordenadora de Extensão, Ana Paula Lemke, servidores e alunos, todos da mesma instituição.

Em sua fala de abertura, Giovani agradeceu a todas as pessoas envolvidas com a realização da 2ª Mostra Técnica. Ele ressaltou que o número de inscritos desta edição foi o dobro com relação à primeira, o que significa que o Câmpus está crescendo quanti e qualitativamente.

O diretor-geral lembrou que novos prédios serão construídos em breve e, com isso, serão ofertados novos cursos. Um dos próximos passos para a expansão é o curso de especialização em Gestão Escolar, que será oferecido em 2014, nas dependências do Colégio Prof. Jacob Milton Bennemann.

O pró-reitor Júlio Xandro Heck iniciou sua palestra "Pesquisa e Inovação no IFRS: possibilidades e desafios", apresentando um panorama do IFRS relativo à qualificação dos servidores. Segundo ele, 90% dos docentes têm mestrado e 10% dos 629 técnico-administrativos são pós-graduados. Ele também lembrou que, em 2009, a instituição era composta por quatro câmpus e tinha cerca de 4.500 alunos. Hoje, são 12 câmpus, com um total de 17 mil estudantes. Para ele, esses dados demonstram um salto de qualidade.

Júlio ainda destacou as legislações e documentos importantes para a pesquisa e quais são os objetivos do IFRS para a área. Conforme sua explicação, a proposta é de que a pesquisa seja aplicada, que procure atender e dar soluções às particularidades regionais. Nesta linha, está o desafio proposto pela Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica (Setec) de buscar parcerias na iniciativa privada.

Para 2013-2014 algumas ações estratégicas da Pró-reitoria de Pesquisa e Inovação são: legitimar a função da coordenação/direção de Pesquisa e Inovação; visitar os câmpus; revisar as resoluções e normativas; coordenar a implementação das propostas de mestrado profissional; fomentar parcerias do IFRS com outros institutos federais; e elaborar toda a regulamentação do Ciência Sem Fronteiras (trabalho entre as pró-reitorias de Ensino, Pesquisa e Inovação e Extensão).

A segunda palestra da noite foi com a pró-reitora de Extensão, Viviane Silva Ramos, "Extensão: por que e para quem?". Viviane começou destacando o tema da 2ªMostra Técnica - "Compartilhando saberes" - é que, para ela, é pela extensão que isto acontece. "Extensão é um compromisso com a comunidade. Não teria sentido produzir ciência sem divulgá-la", disse. Em 2013, o IFRS teve 22 programas de extensão contemplados com bolsas, sendo dois do Câmpus Feliz.

Assim como Júlio, a pró-reitora mostrou a base legal da extensão, que tem como ponto de partida a lei de criação dos institutos federais. Ela ressaltou a lei 12.155/99, que apresenta oito dimensões que o IFRS deve atuar: desenvolvimento tecnológico, projetos sociais, estágios e empregos, cursos de extensão e formação continuada, projetos culturais/artísticos, científicos e tecnológicos, visitas técnicas, empreendedorismo e associativismo e acompanhamento de egressos.

Viviane ainda mencionou que as atividades da Pró-reitoria de Extensão estão relacionadas às diferentes frentes, entre elas: Comunicação, Ações Inclusivas, Assuntos Internacionais, Programa Mulheres Mil, Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec), Revista Viver IFRS, participação em editais (externos), Programa de Extensão Universitária (MEC), Programa Novos Talentos (Capes), Ministério do Trabalho e Emprego e Ministério das Comunicações. Neste ano, será realizado o 1º Seminário de Extensão do IFRS que terá a participação de mais de 150 extensionistas de todos os câmpus. Entre os trabalhos, serão apresentados cinco do Câmpus Feliz: "Ciclo de cinema: instigando reflexões através de filmes", "Educação Financeira em foco: alguns resultados do projeto Organizando o orçamento doméstico e as finanças pessoais", "Feliz em Movimento: Um Programa de extensão modificando a saúde da comunidade", "Lembranças e Mudanças de Nossa História" e "Programa de Eventos do IFRS - Câmpus Feliz".

Na segunda parte da abertura, o diretor de Ensino, Rodrigo Dullius; a coordenadora de Pesquisa e Inovação, Vivian Treichel Giesel; e a coordenadora de Extensão, Ana Paula Lemke, ministraram a palestra "Ensino, Pesquisa e Extensão no IFRS - Câmpus Feliz". Em sua fala, Dullius apresentou um panorama do Câmpus, com informações do número de alunos, atuais e futuros cursos e quais são os eixos da atuação da instituição (Gestão, Informática, Química e Letras). Ele também mencionou algumas ações desenvolvidas pelo Departamento de Ensino como a Comissão de Ensino, reuniões mensais dos colegiados dos cursos, reunião com os pais para que as demandas sejam resolvidas rapidamente.

Dullius destacou que se está trabalhando com a verticalização do ensino para que de um curso técnico o aluno possa chegar ao mestrado dentro do Câmpus.

A coordenadora de Pesquisa e Inovação lembrou que o objetivo da pesquisa do IFRS é possibilitar aos estudantes o acesso aos métodos científicos, ao desenvolvimento tecnológico e à inovação. Como forma de articular isso com as áreas de ensino e extensão, Vivian citou a realização da Mostra Técnica e o 1º Seminário Anual de Pesquisa, realizado nos dias 29 e 30/10.

Em relação a números, desde 2011 o Câmpus Feliz tem 14 projetos de pesquisa em andamento, cinco stricto sensu e sete finalizados. Segundo Vivian, a perspectiva é aumentar estes dados por meio de convênios e parcerias com empresas da região, visto que esta é uma meta da Coordenação de Pesquisa do Câmpus oriunda de uma demanda da região e dos editais vigentes.

Ana Paula disse que a extensão possibilita uma troca de conhecimento constante com a comunidade e é uma forma de identificar demandas para a pesquisa. Ela informou que com as ações de extensão são atingidos os públicos internos (alunos e servidores) e externo, que envolve a comunidade em geral.

No Câmpus Feliz, até outubro de 2013, foram realizadas 30 ações de extensão, incluindo cursos, eventos, projetos e programas. Quanto ao número de bolsistas, são oito do Edital nº 12/2013 (da Reitoria), dois dos núcleos de ações inclusivas e cinco atuando no planejamento e execução de eventos. Além disso, neste ano, o Câmpus iniciou cursos dos Pronatec nos municípios de Pareci Novo, Bom Princípio e Linha Nova.

A coordenadora de Extensão ressaltou que entre as perspectivas estão propostas de melhorar o diálogo com a comunidade e disponibilizar no site institucional um formulário para demandas de ações de extensão e outro para a divulgação das vagas de estágios.

Em nome da reitora do IFRS, Cláudia Schiedeck Soares de Souza, o pró-reitor, Júlio Xandro Heck, parabenizou o diretor-geral, Giovani Aiub, pela condução do Câmpus e à comunidade acadêmica pelo evento.

Durante a noite, os saberes foram compartilhados também por meio da arte com as apresentações do Grupo Vocal da Fundação Cultural de Feliz e do Grupo de Danças Horizontes, de Porto Alegre. Nos dois casos, há a participação de alunos e servidores do Câmpus Feliz.

A 2ª Mostra Técnica teve o apoio da Corsan, Fonte Feliz, Floricultura Samantha, Peixes do Porto, Supermercado Piá, Orquídea Farinhas, Massas e Biscoitos e da Cervejaria Eisenbrück.

Galeria

Plateia na abertura da 2ª Mostra Técnica Plateia na abertura da 2ª Mostra Técnica Diretor-geral pro tempore, Giovani Forgiari Aiub. Pró-reitor de Pesquisa e Inovação, Júlio Xandro Heck. Apresentação do Grupo Vocal de Feliz Apresentação do Grupo Vocal de Feliz Plateia Pró-reitora de Extensão, Viviane Silva Ramos. Diretor de Ensino do Câmpus Feliz, Rodrigo Dullius. Coordenadora de Pesquisa e Inovação, Vivian Giesel. Coordenadora de Extensão, Ana Paula Lemke. Pró-reitora de Extensão, Viviane Ramos, e professora Sílvia Grando. Professora Dolurdes Voos e Pró-reitor, Júlio Xandro Heck. Grupo de Danças Horizontes Grupo de Danças Horizontes Grupo de Danças Horizontes Grupo de Danças Horizontes Grupo de Danças Horizontes Grupo de Danças Horizontes Grupo de Danças Horizontes Grupo de Danças Horizontes Grupo de Danças Horizontes Grupo de Danças Horizontes Grupo de Danças Horizontes Grupo de Danças Horizontes Grupo de Danças Horizontes Grupo de Danças Horizontes

Veja mais

Final do Conteúdo Ir para as informações da Página

Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul - Câmpus Feliz

Rua Princesa Isabel, 60 | Bairro Vila Rica | CEP: 95770-000 | Feliz - RS

E-mail: comunicacao@feliz.ifrs.edu.br | Gabinete: gabinete@feliz.ifrs.edu.br | Telefone: Lista de Telefones